domingo, 10 de fevereiro de 2008

Mapa awp_word2

Se você é assim como eu fã do Jogo Counter-Strike, e mesmo com a proibiçao de sua comercialização continuará jogando você deve conferir o meu mais novo mapa awp_word2.
Se você conhece o mapa awp_word certamente estará totalmente a vontade neste mapa pois ele é uma reestilização do mapa awp_word, possui alguns easter-eggs como a super explosão que pode matar todos do mapa (não vou revelar como é acionada), tem o céu amarelado, uma câmara subterrânea onde está os créditos do desenvolvedor (eu :]).
A baixo algumas imagens do mapa e seu respectivo link para download:
Screens:
Link para download (MediaFire): clique aqui Link removido, bom jogo para os que conseguiram baixar o mapa.

Espero que gostem do mapa e se possível divulgue ele.
Abraço, até mais.

domingo, 3 de fevereiro de 2008

Vírus

Hoje vou falar de Vírus, bom em primeiro lugar você deve saber o que são:
Os vírus representam um dos maiores problemas para usuários de computador. Consistem em pequenos programas criados para causar algum dano ao computador infectado, seja apagando dados, seja capturando informações, seja alterando o funcionamento normal da máquina. Os usuários dos sistemas operacionais Windows são vítimas quase que exclusivas de vírus, já que os sistemas da Microsoft são largamente usados no mundo todo. Existem vírus para sistemas operacionais Mac e os baseados em Unix, mas estes são extremamente raros e costumam ser bastante limitados. Esses "programas maliciosos" receberam o nome vírus porque possuem a característica de se multiplicar facilmente, assim como ocorre com os vírus reais, ou seja, os vírus biológicos. Eles se disseminam ou agem por meio de falhas ou limitações de determinados programas, se espalhando como em uma infecção. Um exemplo disso, são os vírus que se espalham através da lista de contatos do cliente de e-mail do usuário. Veja nas próximas linhas os tipos de vírus existentes e algumas informações adicionais.

Tipos de vírus
Os vírus podem ser divididos em três tipos básicos:

- Vírus de boot: transmitidos principalmente por disquetes, copiando-se para o setor boot;
- Vírus executáveis: anexam-se ao código executável de outros programas, principalmente os que tem a terminação .exe ou .com. Quando executado o programa, o vírus vai para a memória do computador, infectando outros programas;
- Vírus de macro: atacam arquivos templates do Microsoft Office, principalmente os arquivos .dot. Após a infecção, todo documento criado possuirá vírus dentro dele.

A definição do que a praga é ou não é depende de suas ações e formas de contaminação. Mesmo havendo essa distinção, é comum dar o nome de vírus para generalizar todos os tipos de pragas. Os outros tipos mais comuns são vistos a seguir:

Cavalos-de-tróia (trojans): são um tipo de praga digital que, basicamente, permitem acesso remoto ao computador após a infecção. Os cavalos-de-tróia podem ter outras funcionalidades, como captura de dados do usuário e execução de instruções presentes em scripts. Entre tais instruções, podem haver ordens para apagar arquivos, destruir aplicativos, entre outros. Quando um cavalo-de-tróia permite acesso ao computador, o que ocorre é que a praga passa a utilizar portas TCP e de alguma maneira informa a seu criador a "disponibilidade" daquele computador. Ainda, a praga pode se conectar a servidores e executar instruções que estejam disponíveis no momento do acesso.

Os worms (vermes): podem ser interpretados como um tipo de vírus mais inteligente que os demais. A principal diferença entre eles está na forma de propagação: os worms podem se propagar rapidamente para outros computadores, seja pela Internet, seja por meio de uma rede local. Geralmente, a contaminação ocorre de maneira discreta e o usuário só nota o problema quando o computador apresenta alguma anormalidade. O que faz destes vírus inteligentesé a gama de possibilidades de propagação. O worm pode capturar endereços de e-mail em arquivos do usuário, usar serviços de SMTP (sistema de envio de e-mails) próprios ou qualquer outro meio que permita a contaminação de computadores (normalmente milhares) em pouco tempo.

Spywares, keyloggers e hijackers

Apesar de não serem necessariamente vírus, estes três nomes também representam perigo.
Spywares são programas que ficam "espionando" as atividades dos internautas ou capturam informações sobre eles. Para contaminar um computador, os spywares podem vir embutidos em softwares desconhecidos ou serem baixados automaticamente quando o internauta visita sites de conteúdo duvidoso.
Os keyloggers são pequenos aplicativos que podem vir embutidos em vírus, spywares ou softwares suspeitos, destinados a capturar tudo o que é digitado no teclado. O objetivo principal, nestes casos, é capturar senhas.
Hijackers são programas ou scripts que "sequestram" navegadores de Internet, principalmente o Internet Explorer. Quando isso ocorre, o hijacker altera a página inicial do browser e impede o usuário de mudá-la, exibe propagandas em pop-ups ou janelas novas, instala barras de ferramentas no navegador e podem impedir acesso a determinados sites (como sites de software antivírus, por exemplo).

Os spywares e os keyloggers podem ser identificados por programas anti-spywares. Porém, algumas destas pragas são tão perigosas que alguns antivírus podem ser preparados para identificá-las, como se fossem vírus. No caso de hijackers, muitas vezes é necessário usar uma ferramenta desenvolvida especialmente para combater aquela praga. Isso porque os hijackers podem se infiltrar no sistema operacional de uma forma que nem antivírus nem anti-spywares conseguem "pegar".

Consequências
Os vírus podem causar diversos problemas, entre eles:

- Controlar seu computador sem seu conhecimento;
- Fazer seu computador se comportar de maneira estranha, por exemplo, emitindo sons ou exibindo mensagens irritantes;
- Ficar escondido em macros que infectam e se espalham através de documentos do Word e Excel (também conhecidos como vírus de macro);
- Causar destruições aos arquivos do sistema. Os vírus podem danificar os dados, excluir arquivos e até apagar o disco rígido inteiro;
- Permanecer inativos até uma data de disparo pré determinada para iniciar a devastação;
- Formatar todo o seu computador, ou seja apagar todo o seu conteúdo.
- Uso excessivo de memória RAM tornando seu computador mais lento.

Como se pega
Você pode pegar vírus de várias formas:

- através de disquetes;
- programas que foram pegos na Internet;
- através de e-mails;
- até mesmo através de cookies.

Como se proteger:
- Tenha um bom anti-vírus e mantenha ele sempre atualizado;
- Sempre que receber um disquete onde você não conhece a procedência e ao fazer o download de um programa na Internet passe o anti-vírus;
- Sempre que receber um arquivo anexado a um e-mail passe o anti-vírus, se for de desconhecido, não abra;
- Mantenha a opção de cookies desativada em seu navegador, a não ser que algum site necessite que eles estejam ativos;
- Mantenha a opção de proteção contra vírus habilitada em programas como o Microsoft Word

Este assunto é muito extenso, mas aqui expliquei o principal para você entender e se defender dos vírus, futuramente lançarei um material para download explicando de forma simples mas apronfundado sobre vírus.
Abraços e até a próxima.

sábado, 2 de fevereiro de 2008

De volta a ativa

Olá pessoal, depois de quase 2 meses fora de atividade, meu blog está de novo sendo atualizado.
Por hora só venho informar das alterações estéticas e funcionais como um script que impede a cópia do conteudo da página, o relógio (que no momento está com o ano errado) que mostra o dia, mês, ano e hora feito por mim o código, previsão do tempo para algumas cidades, contador de visitas e mensagem do sistema na entrada e saida do blog!

Vem por aí:
- Um super post sobre vírus
- técnicas de phreaking (com material para download) -> escolhido por votação do blog
- NOVA VOTAÇÃO PARA UM POST A SUA ESCOLHA ! :)

Abraços e até a próxima.