domingo, 31 de março de 2013

Módulo Datalogger - 1ª versão (em testes)

Olá pessoal, resolvi projetar um módulo datalogger que seja simples e barato para ser desenvolvido então comecei a estudar sobre isso já há umas 3 semanas e esse fim de semana terminei o "brinquedo", consegui desenvolver um datalogger como eu queria com gravador de MicroSD e RTC, mas ainda falta melhorar um pouco o projeto (tamanho e disposição dos componentes principalmente), veja a foto da primeira versão:
Ainda é sua primeira versão, quero adaptar ele para ser compativel diretamente com cartão SD ou MicroSD, pois no momento é com MicroSD mas utilizando um adaptador.
O capacitor eletrolítico pertence ao RTC e permite que seja efetuada a troca da pilha sem que o RTC seja resetado, (em testes o capacitor foi capaz de manter o RTC rodando por 1 hora sem alimentação alguma no sistema, mas preciso efetuar mais testes ainda) a pilha é uma simples CR2032 utilizada em placa-mãe de computadores (pois é o que eu tinha disponivel aqui nas minhas sucatas hehehe).
Caso exista a necessidade de efetuar o reset do RTC basta desconectar o sistema da fonte de alimentação e mudar a posição do jumper existente próximo ao cristal (sim, igual em uma placa-mãe de computador, como eu disse, a "sucata" que eu tinha por aqui :p).
Aqui uma foto do sistema funcionando:
Nessa foto é possivel ver o LED verde em uso, a função dos LEDs é para mostrar de forma visual o resultado da conexão com o cartão de memória, em caso de sucesso, o LED verde pisca, em caso de erro, o LED vermelho pisca, isso tudo programado via software. 
Pin Mapping:
Segue uma imagem dos pinos de comunicação utilizados pelo módulo:
Os pinos A4 e A5 são utilizados pelo RTC que no momento do upload do primeiro código ele é configurado com a hora do computador (que no meu caso é sincronizada com o Observatório Nacional).
Os pinos digitais são utilizados pelo módulo de leitura e gravação no cartão MicroSD, onde as portas D8 e D9 são utilizadas para ligar os LEDs de status da conexão com o cartão como mostrado no esquema (via programação), os outros pinos digitais e analógicos que não são utilizados, são populados para a parte de cima da placa, bem como os pinos de alimentação e reset, aliás, existe um botão para efetuar o reset do sistema também, já que o da placa arduino não fica acessivel com o uso do módulo.
Pino SQW/OUT:
O DS1307 possui um pino chamado SQW/OUT onde o RTC é capaz de enviar um sinal (onda quadrada) com as frequências 1Hz, 4096Hz, 8192Hz e 32768Hz (essa última é a mesma frequência do cristal oscilador), para isso deve-se adicionar um resistor pull up de 4k7 e reprogramar o controle de registrador, mas na maioria das aplicações ele não é utilizado.
Caso seja necessário fazer o uso desse pino, já existe um orificio na placa (a baixo da pilha, entre os pinos analógicos e os resistores de 10K), basta então soldar um fio e levar ele até o circuito que vai fazer o uso desse pino!
Bom pessoal, essa é a primeira versão, quero fazer modificações para melhorar o projeto, mas continuando com essas inovações que implementei como o RTC com o capacitor para efetuar a troca da pilha sem necessidade de manter o sistema sendo alimentado, a saída SQW, o jumper de reset do RTC, e trazer novas possibilidades ao módulo, mas isso com o tempo elas vem. Certamente esse projeto estará disponivel na loja aqui do blog quando ela abrir, fiquem de olho, um abraço e até a próxima pessoal.

Datasheets - onde encontrar!!

Olá pessoal, na postagem de hoje irei fazer uma lista dos principais sites onde vocês podem efetuar o download de datasheet de componentes eletrônicos. 
O que são os Datasheets??
(Folha de Dados) documento resumido que apresenta dados, performance e caracteristicas técnicas de uma determinada máquina, produto, peça ou componente.
 Veja a seguir (em ordem alfabética) alguns (os que mais acesso):
- http://www.alldatasheet.com: Contém mais de 20 milhões de datasheets e mais de 30000 atualizados por mês!
- http://www.datasheetarchive.com: São 350 milões de datasheet de 8500 fabricantes no mundo!
- http://www.datasheetcatalog.net/pt: Base de dados atualizada constantemente.
- http://www.fairchildsemi.com: A Fairchild Semiconductor desenvolve CIs para as mais diversas aplicações como ramo automotivo, computação, conversão de energia, iluminação, medicina, dispositivos móveis, controle de motores, redes de comunicações, fontes de alimentação, etc, nesse site, você encontra todos os datasheets dos produtos desenvolvidos pela empresa.
- http://www.st.com/web/en/home.html: A ST Microelectronics é a líder mundial em um vasto ramo de segmentos que inclui semicondutores para aplicações industriais, cabeças de impressão jato de tinta, sistemas mecânicos microeletronicos  (MEMS), decodificadores MPEG e chips para cartões inteligentes, circuitos integrados automotivos, periféricos de computadores e chips para redes sem fio e aplicações móveis.
- http://www.ti.com: Texas Instruments, possui mais de 100000 circuitos analógicos, processadores embarcados e softwares e ferramentas.
Por hoje é isso pessoal, um abraço e até mais.

domingo, 24 de março de 2013

Placa Arduino standalone versão 2

Olá pessoal, na postagem de hoje venho por umas fotos da placa que projetei e montei (desde a idéia até ela pronta funcionando deu umas 6 horas de trabalho!), basicamente é uma placa para rodar o Atmega328 do Arduino em modo Standalone, se não sabe o que é dê uma olhada nessa postagem aqui do blog, a diferença é que ela é maior que uma placa "normal" (tipo Duemilanove), pois tem um booster de corrente, ou seja, é capaz de alimentar um circuito um pouco maior sem super-aquecer tanto o regulador de tensão.
Segue uma foto:
Ela tem quase o mesmo tamanho que uma placa Arduino Mega, mas é uma "Duemilanove" que suporta maior corrente elétrica, essa e outras placas você irá encontrar na nossa loja online até o mês de Novembro, fique atento.
Foto da parte traseira:
Com a identificação da placa e o link do blog :)
Bom, por hoje é isso pessoal. Abraço e até a próxima.

sábado, 9 de março de 2013

Novidade a caminho: comercialização dos projetos!



Bom pessoal, nessa postagem do dia 22 de Fevereiro eu disse que novidades estavam a caminho, pois bem, a primeira delas é: Pretendo comercializar as placas que desenvolvo aqui no blog em uma loja virtual!
Ou seja, as placas que vou desenvolvendo para os mais variados fins estarão disponiveis para o pessoal adiquirir aqui pelo blog, ainda preciso acertar algumas coisas como formas de pagamento, layout da loja e processo de produção das placas mas a idéia é de no máximo em Novembro (quando o blog completa 6 anos) iniciar a venda dos produtos, você pode dar uma olhada geral no blog e ver alguns projetos, assim já vai ficar sabendo algumas coisas que estarão disponiveis para comprar.
Se tiverem sugestões pessoal, são bem vindas!! 
Abraço a todos.

Montando uma mini placa Arduino para projetos

Bom pessoal, na postagem de hoje vou mostrar rapidamente como fiz uma mini placa Arduino para projetos, primeiramente, eu criei o layout do PCB no computador no tamanho de 7cm x 4cm, e depois recortei uma placa de fenolite no tamanho correto, a seguir, a imagem da placa e do esquema da PCB:
A segunda etapa é fixar o desenho em cima da superficie de cobre:
Depois disso deve-se passar um ferro de passar roupa bem quente sobre o papel a fim de fixar o toner da impressão no cobre:
Após aquecer bem a placa com o ferro de passar roupa, com o auxilio de uma pinça coloquei a placa dentro de uma vasilha com água e deixei lá por uns 5 minutos a fim de facilitar a remoção do papel:
Após o tempo embaixo da agua, retirei o papel aos poucos cuidando para não danificar as trilhas, se necessário for, com um marcador permanente refaça as trilhas com problemas:
Depois disso mergulhei a placa em uma solução de Percloreto de Ferro para a corrosão, após uns 15 minutos, retirei a placa de dentro da solução de Percloreto, e com o auxilio de uma esponja de aço removi o toner de cima do cobre e fiz os furos com uma broca de 1mm:
A qualidade das trilhas não ficou muito boa, pois fiz xerox da trilha que imprimi em casa, mas para um melhor resultado é melhor imprimir diretamente com toner as trilhas.
Depois disso, hora de separar os componentes e efetuar a montagem:
Placa montada e ligada na energia:
Placa pronta rodando o código "blink" para teste:
Bom pessoal, por hoje é isso, um abraço a todos e até mais.