quinta-feira, 11 de junho de 2015

Modificando o gabinete do computador

Hoje vou mostrar a modificação do gabinete do computador, primeiramente, o computador era assim:
Um gabinete TAC, depois lá por fevereiro de 2012 comecei a fazer o corte da lateral e instalar o acrílico, bem como o antigo sistema de iluminação, o PC vinha desta forma até então. No último fim de semana resolvi fazer a pintura do chassi para a nova modificação, antes de instalar o novo sistema de iluminação interna.
Primeira coisa a fazer, otimizar a circulação de ar:
Cortando o topo do gabinete para instalação de um cooler exaustor, depois disso foi a vez de aumentar a abertura de ar da lateral para a instalação de uma Fan de 120mm que modifiquei.
Depois de furado, martelado e lixado, hora de ir para a pintura.
Pintando a parte superior do gabinete, mesmo com o jornal a grama ficou bem preta :p kkkk
Nada que um lata de spray de tinta branca não resolva ;) 2 camadas de tinta branca esmaltada no chassi para ajudar a dar efeito a iluminação interna, além do chassi, todas as tampas (superior e laterais) foram pintadas de branco por dentro.
Após horas e horas de secagem comecei a montar a estrutura para ver como ficou, nessa foto a cima está o cooler exaustor na parte superior e o chassi branco já fixados na estrutura.
Tudo no lugar hora de ligar ele aberto e testar a reação da tinta com o aumento da temperatura, saiu aquele cheiro de pintura no ar por 2 dias, hoje, 5 dias depois de pintar ainda tem um pouco de cheiro de tinta, por isso o gabinete continua aberto do lado esquerdo, e vai permanecer assim até que eu finalize o sistema dos cooler e iluminação que para finalizar preciso apenas pintar o painel frontal antes de fazer uns ajustes na programação.
O problema é que para fazer a pintura precisa parar de chover e o tempo ficar mais seco, faz 2 dias que está chovendo, tinta nenhuma vai secar desse jeito :( 
Assim que tiver mais novidades retorno, por hoje é isso. abraço e até a próxima.

domingo, 7 de junho de 2015

Fonte variavel caseira de bancada

Há bastante tempo atrás (mais de 2 anos) fiz uma postagem aqui no blog sobre minha adaptação de uma fonte ATX de computador para ser utilizada como fonte de bancada, leia a postagem aqui, acontece que o tempo passou e a fonte começou a mostrar sinais de desgaste, onde poeira e oxidação começaram a tomar conta de tudo.
Veja a ferrugem atacando:
E a sujeira tomando conta:
É, dois anos de trabalho e cumprindo a missão sem problemas, mas estava na hora de montar uma fonte nova, com ajuste de tensão onde eu possa ajustar a tensão de saída.Fiz o projeto no papel e depois comecei a montar o circuito. Veja algumas fotos do projeto:
Aqui o painel frontal desenhado e perfurado:
Depois disso ele recebeu uma camada de papel contact preto para acabamento e as etiquetas novas, aqui logo após finalizar a montagem:
E aqui o painel frontal com mais detalhes:
Posso fazer o ajuste grosso (mudando rapidamente a tensão) ou o ajuste fino (pouca alteração, mas garante precisão na tensão de saída). Posso ativar e desativar a leitura da corrente de saída sendo opcional o uso do multímetro para a leitura.
Como utilizo para projetos que demandam pouca corrente coloquei um fusível de 3A por segurança, aliás a fonte primaria responsável por baixar de 220V/110V para 19V é uma fonte de notebook das compactas, poupando trabalho e circuito extra :)
Por segurança contra aquecimento, existem 2 coolers trabalhando continuamente, o grande e facilmente identificado jogando ar sobre os dissipadores internos e um pequeno escondido em baixo com a função de retirar o ar de dentro do chassi.
Aqui fotos dos testes de funcionamento:
A esquerda a tensão de saída (5V) configurada pelos potenciômetros e a direita a corrente sendo consumida por um motor para teste (0,23A). E aqui o teste de fogo:
Tensão mínima de funcionamento (1,59V) e com o motor em curto (eixo totalmente preso), a corrente pulou para 2,14A, o fogo não teve :( os colers cumpriram bem a função de esfriar tudo, mas quero fazer mais testes de estresse no sistema.
ahhh e a fonte velha? Bom, como eu sempre reaproveito componentes, dessa vez não seria diferente:
Componentes removidos e sendo limpos na cuba de limpeza ultrassônica (falei dela aqui), depois foram secos e guardados em organizadores plásticos (tenho tudo separado e etiquetado)  
Por hoje é isso pessoal, abraço e até a próxima.

sábado, 6 de junho de 2015

Atualização do sistema de controle de coolers e LEDs do PC - parte II

Dando sequência às postagens de atualização do PC, hoje vou mostrar as atualizações na placa que controlará os coolers e a iluminação interna do gabinete. Aqui uma foto do sistema sendo testado na protoboard:
Uma fonte "colmeia" de 12V/5A para os testes na mesa, mas na versão final será a fonte do PC que irá fornecer a energia toda. Nessa imagem está acionando apenas um pedaço da fita RGB (3 LEDs) para testes, a fita completa será colocada na versão final (quase 2 metros). Aqui uma foto do projeto da placa em tamanho real:
Basicamente um Arduino com o sistema todo integrado na placa, com direito a:
- leitura da temperatura;
- 2 sistemas independentes de acionamento de coolers;
- buzzer para avisos sonoros;
- controle individual de cada cor de uma fita LED RGB podendo deixar qualquer cor dentro do gabinete;
- proteção contra oscilação de energia na placa (pode ser causada por ligar em velocidade máxima os coolers simultaneamente);
Além de outras coisas que vou reunir na programação dela (assunto em outro post). Aqui a placa confeccionada:
Com direito a verniz para proteção e tudo. Agora uma foto da placa montada:
No lugar já está o interruptor para ligar/desligar o sistema e o botão de reset que irá no painel frontal. Agora preciso montar o painel frontal e fazer alguns ajustes na programação, quero colocar uma velocidade mínima no sistema para funcionar sem fazer barulho (em baixas rotações o cooler emite um som agudo irritante), qualquer valor de leitura do potenciômetro a baixo de um valor especificado será considerado zero a velocidade.
Além disso o sistema manterá a ultima configuração efetuada na memória, quando o computador for ligado ele restaura para esse estado (coolers e LEDs) assim como na versão anterior.
Como falado no post anterior, o software em uso teve que ser criado a partir do zero, pois não possuía mais o código do sistema que está rodando, a vantagem disso é que pude fazer uma programação mais precisa e melhor.
Por enquanto é isso pessoal, na próxima postagem mostro as modificações no gabinete do computador. 
Abraço e até a próxima.